Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Assessoria de Imprensa, 07/06/2019

Como se faz a identificação e classificação de materiais poluentes em rios e córregos urbanos na região metropolitana de São Paulo, o maior aglomerado urbano do mundo em nascentes de rios? Qual a diferença entre materiais inertes e não inertes do ponto de vista dos locais em que os mesmos podem ser depositados e como eles, lançados nos veios de água, contribuem para a ocorrência de enchentes e inundações? Como a população pode contribuir para evitar essas ocorrências? Como reaproveitar os resíduos de construção civil que estão nos rios e córregos? É possível realizar a despoluição do Rio Tietê?

Essas e outras questões foram abordadas pelo engenheiro civil e professor do Departamento de Hidráulica e Saneamento da Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC), José Augusto Mendes, que esteve, em 30 de maio, na Escola de Contas do Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCMSP) para o ciclo de palestras sobre poluição hídrica na região metropolitana de São Paulo.

Um resumo do que o especialista tratou em sua exposição pode ser visto aqui no novo vídeo da seção Ideias & Soluções


Adicionar comentário

Código de segurança

Atualizar

Facebook


Twitter

 

Youtube